Saúde da população negra na atenção primária: incompreensão que legitima iniquidade em tempos de Covid-19

Autores

Palavras-chave:

Atenção Primária à Saúde. Covid-19. Saúde das minorias étnicas. Disparidades na assistência à saúde. Política de saúde.

Resumo

A Atenção Primária à Saúde constitui o eixo regulador do cuidado no Sistema Único de Saúde. A sua compreensão é condição para que as ações sejam resolutivas. Este artigo propõe refletir sobre a compreensão da Atenção Primária à Saúde entre gestores, profissionais, usuários e as implicações das iniquidades em saúde vivenciadas pela população negra no contexto da Covid-19. Realizou-se pesquisa qualitativa em três municípios que foram entrevistadas 58 pessoas. A análise mostrou a incompreensão da Atenção Primária à Saúde. Gestores e profissionais a associam apenas a ações de prevenção de doenças e disponibilização de serviços. Os usuários associam ao acesso a serviços, e relacionam a má qualidade da assistência ao pertencimento racial e de classe. A incompreensão da Atenção Primária à Saúde pelos atores envolvidos na sua operacionalidade compromete a assistência da população negra com relação à Covid-19, bem como em outras demandas.

Publicado

2023-05-28

Como Citar

1.
Bittencourt L de J, Santana K de SO, Santos DSM. Saúde da população negra na atenção primária: incompreensão que legitima iniquidade em tempos de Covid-19. Saúde debate [Internet]. 28º de maio de 2023 [citado 21º de abril de 2024];47(137 abr-jun):31-4. Disponível em: https://www.saudeemdebate.org.br/sed/article/view/7379

Edição

Seção

Artigo Original