Prevalência e fatores associados à violência no trabalho contra residentes multiprofissionais durante a pandemia

Autores

Palavras-chave:

Violência no trabalho. Internato e residência. Pandemias. Covid-19. Prevalência.

Resumo

Estudo transversal cujo objetivo foi identificar a prevalência e os fatores associados à violência no trabalho (física e/ou verbal) contra residentes multiprofissionais que atuam em um hospital universitário durante a pandemia da Covid-19. Foi desenvolvido um censo, em julho de 2020, com 67 residentes. Dados foram coletados por meio de questionário eletrônico, avaliando-se a violência física e verbal mediante autorrelato. Associações entre a ocorrência de violência vivida durante a pandemia e as variáveis independentes (sociodemográficas, psicoemocionais e atendimento ao paciente com Covid 19) foram analisadas mediante testes estatísticos e Regressão de Poisson (RP) com variância robusta. A prevalência de violência foi de 22,4%. Diferenças entre grupos foram observadas ao comparar as ocupações e o grau de satisfação com a residência, com maior proporção de fisioterapeutas e assistentes sociais, assim como de residentes insatisfeitos entre os que relataram violência (p≤0,005). Após análise de regressão, a violência esteve associada ao aumento da idade (RP=1,25; IC95% 1,12-1,40) e a níveis de ansiedade moderados/graves (RP =2,87; IC 95% 1,12-1,40). Os achados apontam para a necessidade de implementação de medidas institucionais de prevenção e controle da violência no trabalho, considerando os fatores associados durante a pandemia.

Publicado

2023-05-15

Como Citar

1.
Dantas ESO, Magnago C, Santos J dos, Filho J de D de A, Meira KC. Prevalência e fatores associados à violência no trabalho contra residentes multiprofissionais durante a pandemia. Saúde debate [Internet]. 15º de maio de 2023 [citado 21º de abril de 2024];47(136 jan-mar):184-99. Disponível em: https://www.saudeemdebate.org.br/sed/article/view/7763

Edição

Seção

Artigo Original