Política de Práticas Integrativas em Saúde do DF-Brasil: Estudo de Avaliabilidade

Autores

  • Maria Panisson Kaltbach Lemos Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal (SES-DF)
  • Vera Luiza Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) https://orcid.org/0000-0001-6245-7522

Palavras-chave:

Avaliação em saúde. Terapias complementares. Política de saúde. Saúde pública. Gestão em saúde.

Resumo

As Práticas Integrativas e Complementares em Saúde incluem diversas formas de cuidado de saúde e estão presentes há mais de três décadas nos serviços de saúde no Distrito Federal, onde a avaliação de implantação da sua política não está completamente definida. Para auxiliar na compreensão da realidade, foi realizado Estudo de Avaliabilidade, de forma colaborativa, envolvendo discussão com stakeholders, questionários e consulta a documentos. Foram identificados, organizados e modelizados os componentes da política. Um Modelo-lógico simplificado e um dos modelos-lógico-operacionais, com conteúdo validado pelos participantes, são apresentados neste artigo. Para avaliação da política, foram priorizados aspectos iniciais da cadeia lógica de implementação modelizada. Identificou-se como fundamental o fomento ao conhecimento dos atores sobre o conjunto de recursos necessários para implementação de serviços de práticas integrativas e sobre as responsabilidades intersetoriais relacionadas. Sugerem-se avaliações formativas, qualitativas e colaborativas. A modelização realizada possibilita continuidade nos estudos desta política, lançando luz ao estudo de políticas semelhantes.

Publicado

2023-05-28

Como Citar

1.
Lemos MPK, Luiza VL. Política de Práticas Integrativas em Saúde do DF-Brasil: Estudo de Avaliabilidade. Saúde debate [Internet]. 28º de maio de 2023 [citado 21º de abril de 2024];47(137 abr-jun):116-32. Disponível em: https://www.saudeemdebate.org.br/sed/article/view/8041

Edição

Seção

Artigo Original